Make your own free website on Tripod.com
Pesca&Dicas

PESCA DA TAINHA COM ANZOL
 


   

 

Pela dificuldade do uso de linha e anzol, a pesca da tainha é feita quase que exclusivamente com rede ou tarrafa. No entanto, quem já teve a oportunidade de fisgar esse peixe, é categórico ao atestar sua garra obstinada, rebeldia bem vista pelos que procuram a competição, a pesca esportiva.

A tainha pertence à família dos Mugilidae, do gênero único em águas brasileiras. Outros gêneros são encontrados no Pacífico, especificamente do Golfo do México e parte do Caribe.

O seu corpo é cilíndrico na parte anterior e comprimido na posterior, de cor cinza-prateada e dorso mais escuro, boca pequena, triangular se vista de frente, duas nadadeiras bem separadas – a primeira com quatro espinhos e a segunda com apenas um, possuindo olhos parcialmente cobertos por membranas adiposas. Adultas, são bem desenvolvidas. Certos espécimes chegam a medir um metro, da ponta da cabeça à extremidade da cauda, e a pesar até oito quilos.

Com o objetivo de facilitar e tornar possível uma pesca produtiva, passaremos a seguir algumas dicas, sobre o preparo de uma bóia cevadeira – artefato que provou ser muito eficiente nesta modalidade.

Boia cevadeira

Corte dois pedaços , um com 5 cm e outro com 3 cm de comprimento de um cabo de vassoura, e fure-os bem no centro, até vazá-los

 

Depois, bata três pregos (sem cabeça) em um dos lados de cada pedaço de madeira, deixando as pontas de quase 2 cm para fora. Cada lado deve ficar de frente para o outro

Na etapa seguinte, pegue um arame de aço rígido (desses utilizados para encastoadores), com 15 cm de comprimento, e introduza pelos furos, atravessando os dois pedaços de madeira. Isto feito, dobre as duas pontas ao arame e deixe-as bem fechadas.

Fixe um dos pedaços no arame com araldite. O outro terá que permanecer móvel, deslizando sobre o arame.

 

Às duas argolas formadas nas extremidades do arame prenda um grampo com girador e, na ponta de cada grampo amarre uma linha de 0,25 mm, até formar duas pernadas de 10 cm cada uma.

 

 

Está pronta a bóia cevadeira. A seguir o pescador deve proceder desta maneira: tirar todo o miolo de um pãozinho francês de 50 gramas (de preferência fresco), e enrolá-lo em volta do arame. Feito isso, empurre o pedaço de madeira móvel sobre o pão, até que este fique preso pelos pregos dos dois lados. Deve ser colocada uma bolinha de miolo de pão a cada anzol das pernadas. Após o arremesso, pequenos detritos vão se desprendendo e, então, é só esperar a bóia se movimentar (afundar), para dar a fisgada. É aconselhável, antes de começar a pescaria, cevar o local (utilizando pães duros, molhados na água, antes de jogar).

Após tirar todo o miolo, o pãozinho de 50 gramas deve ser enrolado em volta do arame.

 

Depois de enrolado, prenda o pão entre os pregos, utilizando a parte móvel..

 

Em cada anzol da pernada é colocada uma bolinha feita do miolo de pão

 

A bóia cevadeira está pronta para ser arremessada. Assim que se mover ou afundar, deve ser dada a fisgada.

Material de pesca:

  • Vara leve, de aproximadamente 1,90 m
  • Molinete ou carretilha leve, médio
  • Linha de 0,20 ou 0,25 mm
  • Anzol maruseigo número 14
  • A melhor lua é a crescente, de maré cheia, de maré parada, ao reponto da cheia para vazante

voltar

   
| PESQUEIROS | NÓS PARA PESCA | RIO GUARAÚ | ARTIGOS | BUSCA FONES | TEMPO |
| HOME | RECEITAS | FOTOS | SPLIT SHOT | MASSAS | BUSCA CEP | E-MAIL | GIRADOR | EMPATE DE AÇO |
© Copyright - 2002-2003 - Pesca & Dicas - All rights reserved